Tendências em Milhas
Tendências em Milhas
GDPR descubra o que é

Lei de proteção de dados: o que muda com sanção n° 13.709

A lei de proteção de dados que foi aprovada em 14 de agosto de 2018 e que entrará em vigor após 18 meses decorridos desta data, exigirá das empresas muito empenho e trabalho, no que se refere à adequação nos processos de tratamentos de dados pessoais.

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPDP, foi inspirada na General Data Protection Regulation – GDPR, de origem europeia. A GDPR é um conjunto de normas que visa à regulamentação da privacidade de dados pessoais utilizado pelas empresas e entrou em vigor em maio deste ano.

O que será regulado pela lei de proteção de dados

Segundo o planalto, a lei regula como as pessoas naturais ou jurídicas, de direito público ou privado devem proceder no tratamento de dados pessoais, (qualquer dado que identifique uma pessoa), com o intuito de assegurar a privacidade e a liberdade da pessoa física.

Ou seja, todas as ações da sua empresa que envolvem dados pessoais, deverão passar por uma análise e reforma, com objetivo de se adaptar a nova lei, para que fique garantido que todos os dados cadastrados em seu banco de informações não corre o risco de sofrer vazamento.

O que muda do ponto de vista do consumidor

Para as pessoas físicas, a mudança é de informação e segurança. Quando a lei entrar em vigor, será possível que estes usuários saibam tudo sobre a trajetória de seus dados em uma instituição, seja ela pública ou privada.

Isso porque a lei garante o direito de informação aos usuários do motivo da coleta dos seus dados, como foram coletados, se são ou não compartilhados e com quem são compartilhados, como são armazenados e quando são descartados.

O que muda do ponto de vista das empresas

Com a lei entrando em vigor, as empresas necessitam estar resguardadas legalmente e precisam começar agora, já que é imprescindível revisar as políticas de privacidade, termos e condições de uso das plataformas e as políticas internas. É necessário ainda implementar mudanças na estrutura da coleta, processamento e armazenamento de dados.

Para que cada ponto citado seja observado com a devida atenção, algumas ações da sua empresa junto à equipe podem fazer toda diferença, nesse novo modelo. Um gestor não trabalha sozinho, por isso a qualificação de pessoal ou contratação de especialistas são necessárias.

Garanta que seu time esteja afiado no assunto

Cada pessoa envolvida nos processos do seu ramo de negócio precisa está à par de toda e qualquer alteração que tenha ligação direta com o cliente ou que envolve uma questão jurídica tão seria como esta. Faça algumas mudanças para sua equipe não deixar a desejar:

  • Promova cursos que levem a equipe a uma visão jurídica de toda a mudança
  • Defina pontos claros para as equipes de marketing no que se refere à comunicação autorizada com possíveis clientes
  • Defina junto com a equipe de TI o que pode ser mudado no seu site, quando o assunto é clareza, agilidade e segurança das informações inseridas na plataforma.

Mapeie seu banco de dados

É importante saber tudo a respeito dos dados que sua empresa dispõe até aqui e qual tem sido o tratamento dispensado a eles. Faça um levantamento para ficar ciente de informações a respeito de:

  • Como esses dados chegaram até sua instituição
  • Como são arquivados
  • Quais pessoas ou empresas tem acesso
  • Se houve compartilhamento
  • Com quem foram compartilhados
  • O que está ou não documentado, quando se trata das políticas de uso e privacidade
  • Se há dados sensíveis e como estão sendo tratados – (pela lei, são dados de pessoas com peculiaridades ligadas à saúde, política, orientação sexual e religião).

nova lei de proteção de dados

Corrija documentos e faça adaptações

Feito o mapeamento é hora de corrigir. Em se tratando de contratos, termos de condições e políticas, busque trabalhar com clareza e de forma sucinta. Isso faz com que a comunicação entre empresa e cliente seja segura.

É de suma importância que o cliente saiba tudo que ele está aceitando, quando permite a utilização dos seus dados, pois é isso que garantirá que sua empresa não seja processada no futuro. Conte com a ajuda de um profissional da área jurídica, para criar ou adaptar essa documentação.

Evite penalidades

Lembre-se que tudo o que for escrito deve ter validade legal, caso contrário, todo o trabalho será perdido e sua empresa poderá sofrer consequências. Logo, se você não é especialista no assunto, contrate quem seja.

De acordo com a lei, as penalidades cabíveis são advertências, multa simples de até 2% do faturamento anual da empresa, limitada a cinquenta milhões de reais por infração, multa diária, bloqueio e exclusão dos dados pessoais e perda da gestão da empresa privada para o poder público.

Delegue responsabilidades

Se sua empresa ainda não tem alguém específico para ficar responsável por todo esse processo de proteção e privacidade, é hora de providenciar. A lei de proteção de dados trata de três figuras que lidam diretamente com essa parte da gestão: controlador, operador e encarregado.

O controlador é o gestor ou diretor, aquele que responde juridicamente pelos dados de pessoas naturais que são coletados e inseridos em seu banco de dados. O operador é quem faz efetivamente a coleta e o encarregado é quem atua na linha de frente.

O encarregado fica responsável pela comunicação entre o gestor da empresa, a autoridade nacional e os clientes ou leads. Portanto, é função do encarregado responder a dúvidas, prestar esclarecimentos, orientar funcionários, receber reclamações, definir meios de resolução e responder aos órgãos fiscalizadores.

Comece já a se adequar a lei de proteção de dados

O caminho é de adaptação e precisa começar a ser trilhado hoje, para que, no vigor da lei sua empresa esteja trabalhando corretamente. Esteja certo de que as mudanças nos processo documentais, digitais, jurídicos e a qualificação de pessoal são as que garantirão a continuidade do seu negócio.

Se esse post foi útil para você ou se ainda há dúvidas a respeito deste ou de outros assuntos, nós podemos te ajudar! Conheça nossa consultoria. Lidamos diariamente com temas diversos relacionados à orientação, resultados positivos e melhoria de lucros. Com o Busca Milhas sua empresa pode crescer mais.

Outros assuntos relacionados
Imagem mostra pessoa segurando engrenagem com cifrão de dinheiro dentro
Como investir em milhas? Aprenda a lucrar com esta tendência do mercado

Para lucrar com o mercado de milhas, você precisa focar nesses 3 elementos: marketing digital, sistema de gestão e consultoria. No período que compreendeu os […]

Imagem mostra casal feliz olhando para o notebook e avaliando que o sistema do Busca Milhas é o melhor aliado para a empresa deles.
Descubra agora porque o Busca Milhas é o melhor aliado da sua empresa

Para alavancar a lucratividade do seu negócio, conte com os serviços de uma empresa que é referência em consultoria e soluções. Se você trabalha em […]

Mais uma alteração aconteceu no mercado de milhas em decorrência a Latam

Parece que mais uma vez a Latam tenta criar saídas para dificultar os caminhos do mercado de milhas. Só para entender melhor o cenário, a […]

Alavanque sua empresa de milhas!

Assine nosso newsletter!