Tendências em Milhas
Tendências em Milhas
ultimas-noticias-do-mercado-3

Jair Bolsonaro toma a decisão sobre a isenção da bagagem de até 23kg, veja o que impacta na sua empresa de turismo!

A Medida Provisória (MP 863/2018), anunciada em maio e noticiada aqui no Blog do Busca Milhas, foi sancionada ontem (17/06/2019) pelo Presidente da República Jair Bolsonaro.

A medida propunha a autorização de investimento de 100% de capital estrangeiros dentro de empresas aéreas brasileiras, além da isenção da bagagem despachada de até 23kg em voos domésticos. Contudo, como essa decisão pode impactar a sua empresa de turismo?

A decisão do presidente foi a de manter o texto original aprovado no Senado, sem a alteração da Câmara. Sendo assim, aprovou a possibilidade de investimento de 100% do capital estrangeiro nas companhias aéreas, mas vetou a isenção da bagagem (deixando a cargo das companhias aéreas cobrar ou não por esse serviço).

A isenção se figurava da seguinte forma, conforme descrito no G1:

  • até 23 kg nas aeronaves acima de 31 assentos;
  • até 18 kg para as aeronaves de 21 a 30 lugares;
  • 10 kg se o avião tiver apenas 20 assentos;

Contudo, muitos órgãos, como a ANAC, CADE, IATA e a ABEAR, entre outros, haviam se posicionado sobre essa matéria e solicitado ao presidente que vetasse essa isenção, com a argumentação de que iria prejudicar a entrada de novas empresas aéreas no mercado nacional. Com a isenção de bagagem, o preço não seria competitivo e não valeria a pena para essas companhias se estabelecerem no Brasil.

Segundo a assessoria da Presidência, o veto se deu “por razões de interesse público e violação ao devido processo legislativo”, conforme noticiado no G1.

Em nossa opinião, a decisão do presidente foi acertada, pois, assim abrirá as portas para empresas aéreas internacionais se estabelecerem e aumentar a competitividade, tornando o mercado melhor para os consumidores que, por consequência, terão melhores preços para voar, deixando ainda mais acessível o mercado aéreo.

Essa notícia é bem vista por empresas de turismo e órgãos regulamentadores, mas ainda pode sofrer modificação, pois, passará pelo Congresso Nacional e esse ainda pode derrubar o veto presidencial quando analisá-lo.

Conforme descrito no portal G1, “Ainda não há previsão de quando essa medida provisória será apreciada pelos congressistas em sessão conjunta da Câmara e do Senado.”

Continuaremos acompanhando a matéria, mostrando as novidades e desejando um mercado de turismo aéreo mais competitivo e acessível a todos.


Sua empresa de turismo quer bagagem grátis? Confira o prazo que o Presidente tem para votar sobre a MP 863/2018

Você sabia que há a possibilidade da gratuidade da bagagem em alguns voos aqui no Brasil? Como isso impacta a sua empresa de turismo?

Essa conversa se tornou mais visível quando a Câmara dos Deputados e o Senado votaram, no dia 22/05, a Medida Provisória (MP 863/2018), adicionando como item extra a gratuidade da bagagem que noticiamos aqui no Blog do Busca Milhas.

A bagagem grátis é mais uma oportunidade de fechamento de venda para sua empresa de turismo e seria uma boa opção aqui no Brasil. Mas isso vai de encontro com os interesses de outras empresas estrangeiras que querem vir aqui para o país, já que a MP também trata da possibilidade de 100% de investimento de capital estrangeiro, o que abriria essa porta.

Pensando nisso, o diretor geral da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês), Sr. Alexandre de Juniac, enviou uma carta ao Presidente da República do Brasil solicitando que não fosse feita essa liberação, conforme dito no site da InfoMoney.

O argumento utilizado é que com a isenção da bagagem, pode atrapalhar a vinda de companhias estrangeiras para o Brasil, que segundo dito, “Já possui um dos combustíveis mais caros do planeta” e com essa isenção, vai sufocar novas companhias.

Acreditamos que a vinda de novas companhias é muito importante, pois melhora a concorrência e consequentemente há uma chance de baratear os valores cobrados hoje. Mas será que a diferença é tão grande assim por causa da bagagem?

Conforme dito nas cartas enviadas pelo CADE e pela IATA, sim, é impactante e pode prejudicar que as companhias estrangeiras cheguem ao Brasil. A decisão do Presidente deve levar em consideração os dois lados, tanto a justificativa da Medida Provisória, quanto o recebimento das opiniões contrárias a esse detalhe.

O Presidente Jair Bolsonaro tem até o dia 17 de junho para sancionar ou vetar, conforme dito na Agência Brasil. Fato é que o Presidente deve vetar, pois expôs isso no dia 30/05 em sua página no Facebook, conforme noticiado também na Agência Brasil.

Acompanhe o andamento da resolução aqui no Blog do Busca Milhas, estamos de olho e iremos noticiar sempre que houver alguma atualização impactante para a empresa de turismo.

Novas CIAs no Brasil? Bagagem grátis? Veja o impacto para a empresa de turismo!

Quando se tem uma empresa de turismo, devemos ficar atentos a todas as novidades vindas do mercado.

Vamos conversar agora sobre os últimos acontecimentos referentes a MP 863/2018? Tal medida que trouxe conflito no governo, a possibilidade de novas companhias aéreas, bagagens grátis e o que isso vai impactar na sua empresa de turismo.

A Medida Provisória (MP) 863 foi aprovada na Câmara dos Deputados¹, no Senado² e já foi enviada para a sanção do Presidente do Brasil para aprovar ou alterar o texto. O documento propõe o aumento do valor prévio de 20% para  100% de investimento no aéreo com capital estrangeiro, assim como se a bagagem será gratuita para voos domésticos nos casos de bagagem de até:

  • 23 kg em aviões com mais de 31 assentos;
  • 18 kg em aeronaves com 21 a 30 lugares;
  • 10 kg se o avião tiver até 20 assentos;

Tais mudanças foram noticiadas em diversos veículos de comunicação e, no dia 28/05/2019, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) enviou um ofício ao presidente recomendando que não seja liberado a bagagem gratuita.

Mas e aí, o que isso impacta para sua empresa que comercializa passagens aéreas?

A liberação do capital estrangeiro é vista com bons olhos, pois já temos três estrangeiras interessadas no mercado brasileiro, sendo: a Air Europa, Norwegian e Sky, o que traz mais concorrência no sistema aéreo, além de melhorar o preço que se elevou após a Avianca entrar em recuperação judicial, notícia já destacada aqui no Blog do Busca Milhas.

Se aprovado a bagagem gratuita, pode ser um entrave para as empresas Low Costs, conforme dito na recomendação enviada pelo presidente do CADE, devido a ser uma das formas utilizadas para abaixar o preço, pois, só paga por bagagem quem realmente utiliza dessas. Tornando-as gratuitas, há uma possibilidade de aumento do custo da passagem, pois, a conta deve ser paga de alguma forma!

Será que as Low Costs se adaptarão ao mercado de milhas brasileiro, que está aquecido e com cada vez mais adeptos?

Vamos continuar acompanhando o desenrolar dessa história, aguardar o posicionamento do presidente Bolsonaro que já disse que o “coração manda” ele manter a decisão do Legislativo ou não. Fique atento ao Blog do Busca Milhas.

¹Documento aprovado na Câmara dos Deputados no dia 21/05/2019.

²Documento aprovado no Senado no dia 22/05/2019.

Outros assuntos relacionados
gestão de milhas
PORQUE CONTRATAR UM SISTEMA DE GESTÃO DE MILHAS

A emissão de bilhetes aéreos por milhas já é uma das principais ferramentas para gerar mais lucros e economia de recursos no cenário do turismo […]

reativar clientes inativos
Atendimento ao cliente inativo: uma tática de reconquista!

Conseguir novos clientes não é fácil. Todo empresário sabe quanto trabalho de divulgação é necessário para que os primeiros consumidores procurem uma empresa. Após um […]

costumer sucess em agência de turismo
Customer Success: um novo método de fidelizar clientes

Já ouviu falar no termo Customer Success? Ele vem sendo cada dia mais falado no mercado. Toda empresa que deseja fidelizar seus clientes precisa criar […]

Alavanque sua empresa de milhas!

Assine nosso newsletter!