(31) 98661-3610
Whatsapp
×
in8

© 2010 Busca Milhas.
Todos os direitos reservados.

Blog > Empresa de Milhas > Recuperação Judicial da Latam: como isso impacta no mercado de milhas?
Empresa de Milhasfevereiro 8, 2021

Recuperação Judicial da Latam: como isso impacta no mercado de milhas?

Entenda como sua empresa pode operar enquanto a Latam se recupera da crise

As empresas aéreas foram as primeiras a sofrer os impactos da pandemia. Em julho, a Latam anunciou que foi incluída no pedido de recuperação judicial do grupo Latam Airlines nos EUA.

De acordo com a empresa, essa medida foi tomada para que ela tenha acesso a novas fontes de liquidez, na expectativa de que a dívida fique mais segura a novos credores. Enquanto isso, a Latam abriu um processo de negociação de um pacote de ajuda do BNDES.

Não foi a primeira vez que a Latam Airlines pediu recuperação judicial. Essa operação já tinha acontecido com as afiliadas nos Estados Unidos, assim como ocorreu com o Chile, Colômbia Peru e Equador.

Diante desse cenário, surge o seguinte questionamento: como está o andamento desse processo e de que modo isso impacta nas empresas de milhas? Para descobrir, leia as informações a seguir.

De que forma a recuperação judicial da Latam interfere no mercado de milhas?

A Latam Airlines foi a segunda empresa aérea da América Latina depois da Avianca Holdings. Enquanto a companhia se reorganiza, quem atua no mercado de milhas deve se atentar para algumas questões.

Isso significa que é preciso estudar os fluxos de comercialização e criar estratégias pautadas nas opções mais assertivas para esse contexto. Em primeiro lugar, é importante avaliar como os clientes LATAM Pass têm se posicionado diante dessa situação.

Existem dois cenários. O primeiro está relacionado aos que não acreditam na recuperação da empresa e estão interessados em vender as milhas acumuladas para não sair no prejuízo.

Por outro lado, existem pessoas que estão aguardando para ver se vale à pena ou não vender milhas ou trocá-las por passagens aéreas. Como minha empresa de milhas ou agência de viagens pode atuar diante dessas duas situações?

Para responder a essa pergunta, podemos mencionar que esse é um momento oportuno para os milheiros. Eles podem comprar pontos mais baratos e reduzir o valor de venda para empresários, ou seja, os donos das agências de milhas.

Estes, por sua vez, compram milhas por preços mais atrativos, aproveitando a desvalorização da milha no mercado. Outra oportunidade é fazer promoções para esse período de pandemia.

Em caso de alta no estoque, a opção é vender quando o mercado retomar a estabilidade, obtendo assim maior lucro.

O que esperar do mercado de milhas para os próximos meses?

Pode ser que tudo isso não seja nada mais do que uma jogada da companhia para não pagar suas dívidas nesse momento de crise e ainda receber ajuda governamental.

Quem tem acompanhado as notícias do setor aéreo, notou que ela firmou parceria com a Azul.

Essa medida torna maior a possibilidade de venda de suas passagens. Com isso, ela passa por essa fase da pandemia com o menor dano possível.

Vale ressaltar que no Brasil, os voos não pararam totalmente e o mercado já está em recuperação.

Por isso, temos mais motivos para ser otimistas do que imaginamos. De acordo com um estudo realizado pelo Busca Milhas, mostrou que a quantidade de consultas realizadas no buscador aumentaram 80%, com relação ao período pré-pandemia. 

O mercado continua aquecido, ainda mais agora com os voos voltando ao normal. Chegou a hora de se preparar para vender e evoluir.

Principalmente porque a baixa no preço das milhas gerou novas oportunidades! Conte com a gente para seguir melhorando sua empresa de milhas.

Alavanque sua
empresa de milhas!

Assine a nossa newsletter e fique por dentro do segmento.

    Alavanque sua empresa de milhas!

    Assine a nossa newsletter e fique por dentro do segmento.

      Fale com um especialista!

      Fale com um especialista!

      Entre em contato com a gente e vamos bater um papo sobre como podemos evoluir.