Tendências em Milhas
Tendências em Milhas
conheça a industria 4.0

Tudo o que você precisa saber sobre a Indústria 4.0

Estamos em um mundo globalizado onde o desenvolvimento tecnológico vem mudando e moldando uma nova maneira de viver. A indústria 4.0 trouxe uma nova perspectiva para os processos de produção e consumo.

Conhecida também como a indústria digital, o conceito 4.0 surgiu em 2011 na Alemanha, e o projeto, incentivado pelo governo alemão, envolveu empresas de tecnologia, centro de pesquisas e universidades para produzir e implantar a iniciativa.

Para entender um pouco mais sobre todo o processo da indústria 4.0, é necessário recorrer ao passado e compreender como se deu a primeira revolução industrial até os dias de hoje.

Contexto histórico

A primeira revolução industrial ocorreu entre o final do século 18 e início do século 19, com o surgimento da máquina a vapor, as ferrovias e a indústria têxtil.

A indústria 2.0 surgiu no final do século 19, durante o período pós-guerra. Intensificou-se os métodos de produção em massa, a produção elétrica, química, metalúrgica e a siderúrgica.

Já a terceira revolução, foi marcada pelo advento tecnológico a partir da década de 70. Nessa época, a demanda da tecnologia se fez necessária. Temos então o surgimento dos computadores, dos aparelhos eletrônicos, as telecomunicações e os métodos de automação.

O crescimento da tecnologia e o avanço da internet foram a base para a construção de novos relacionamentos e processos de produção.

Chegamos na indústria 4.0 nos dias atuais, onde o foco do processo é unir a tecnologia de informação, máquinas, sistemas e pessoas.

A indústria 4.0

conheça a indústria 4.0

O principal conceito da indústria 4.0 engloba tecnologia de informação, controle de dados e inovações de automação. O propósito é fomentar a criação de redes inteligentes de alta capacidade de abrangência, reduzir custos e dar autonomia ao processo interativo, automatizado e de alta performance.

Existem alguns princípios estratégicos que são fundamentais para o entendimento da indústria digital. São eles:

  • Operação em tempo real: Possibilidade de acompanhar todas as etapas do processo de produção, obter dados, realizar ajustes e ser mais assertivo na tomada de decisão.
  • Descentralização: Sistemas cyber-físicos tomam decisões a partir da análise de dados em tempo real e independem de ações externas. As máquinas recebem as orientações de produção e emitem um maior número de informação sobre seu desempenho.
  • Modularidade: É possível ter mais flexibilidade para alternar as funções das máquinas com facilidade, além de produzir de acordo com a demanda, em módulos de produção.
  • Orientação a serviço: Utilização de softwares para padronizar os processos e métodos, organizando as aplicações a partir do conceito de Internet of Services.
  • Virtualização: Objetiva a criação de uma cópia virtual da linha de produção por meio de sensores instalados nas máquinas e nos demais mecanismos. Além de se ter uma garantia, permite que o processo seja controlado e monitorado à distância.

Todos esses fatores contribuem para uma transformação radical de como as empresas de um modo geral irão se adaptar a partir dessa nova era. Passamos a ter uma nova forma de produção, com diferentes fontes de energia, categorização dos produtos e a reorganização do trabalho.

É importante salientar que toda essa transição para a indústria 4.0 não irá acontecer repentinamente. A implantação desses recursos vai depender da qualificação tecnológica das indústrias e da realidade de cada país, a partir dos fatores estratégicos e econômicos.

Os setores mais promissores para esse tipo de negócio são: a agroindústria, indústria farmacêutica e de alimentos, construção civil e energia.

O Brasil e a indústria 4.0

O nosso país, assim como a maioria dos países em desenvolvimento, ainda passa pela transição da revolução 2.0 para a 3.0, como já explicamos acima. A modernização se faz presente em todos os tipos de comércio, ou seja, o Brasil consome e investe em tecnologia sim.

Para alcançar o patamar da indústria 4.0 não será preciso enfrentar todo o processo de modernização nas fábricas. Graças aos próprios recursos criados, é possível pular algumas etapas para desfrutar das tecnologias da internet e da indústria digital.

É necessário ainda mais investimentos em tecnologia, educação e pesquisa para essa área. Além disso, é imprescindível o incentivo governamental e políticas públicas para difundir a indústria 4.0 no país e elevar o Brasil no mercado internacional.

Oportunidade de negócios

Estudos apontam que empresas brasileiras têm implementado estratégias e ações que contam com algum tipo de inovação presente na indústria 4.0. Os empresários têm enxergado uma oportunidade de aumentar a produtividade por meio da Internet industrial.

O mercado vai passar a exigir profissionais cada vez mais qualificados e aptos ao novo sistema de produção. As principais características desse profissional serão: formação multidisciplinar, bom relacionamento, senso de urgência e capacidade de adaptação.

Internet das Coisas

A IoT (do inglês: internet of things) é uma das melhores oportunidades de negócio atual. Tudo está conectado, as pessoas e as coisas. A ideia consiste na fusão entre o mundo real e o digital através da internet.

A internet das coisas integra pessoas, máquinas, sistemas e produtos. Todos se interagem e se integram, fazendo com que o dia a dia dos usuários estejam cada vez mais dependentes de recursos tecnológicos.

Equipamentos, sensores e dispositivos possuem a capacidade de coletar e transmitir dados que auxiliam na resolução de problemas, facilitando diferentes processos. Atualmente, grande parte dos objetos que funcionavam desconectados recebe investimentos e recursos para ser cada vez mais dinâmico, prático e, claro, conectado à internet.

Essa é a era da indústria 4.0, onde os processos precisam ser rápidos, eficientes e flexíveis. Nesse contexto, diversos softwares foram desenvolvidos para suprir demandas e necessidades de empresas e de pessoas em diversos âmbitos.

Foi assim que surgiu o Busca Milhas, uma plataforma para empresas que armazena e interage dados de pessoas interessadas na venda e compra de milhas aéreas.

O Busca Milhas possui três ferramentas que integram o processo de venda de milhas para empresas com mais praticidade, qualidade e segurança.

  • Buscador de milhas: é possível acompanhar, em tempo real, as informações sempre atualizadas de preços de passagens de diversas companhias aéreas. É possível também realizar um comparativo simultâneo de valores em reais e em milhas.
  • Sistema de gestão: plataforma integrada com funcionalidades para vendas de passagem, compra de milhas e gestão de estoque.
  • Emissão automática: o sistema emite a passagem e o buscador localiza qual o melhor negócio para a sua empresa.

Tudo o que sua empresa de milhas precisa em um só lugar. Conheça nossos serviços com operação automatizada e presença digital.

Outros assuntos relacionados
imagem de avião decolando
Melhore a rentabilidade do seu negócio com um bom buscador de passagem com milhas

Entenda por que é importante contar com o Busca Milhas e garantir os melhores resultados para sua empresa Alavancar a lucratividade da empresa é um […]

Imagem mostra pessoa segurando engrenagem com cifrão de dinheiro dentro
Como investir em milhas? Aprenda a lucrar com esta tendência do mercado

Para lucrar com o mercado de milhas, você precisa focar nesses 3 elementos: marketing digital, sistema de gestão e consultoria. No período que compreendeu os […]

Imagem mostra casal feliz olhando para o notebook e avaliando que o sistema do Busca Milhas é o melhor aliado para a empresa deles.
Descubra agora porque o Busca Milhas é o melhor aliado da sua empresa

Para alavancar a lucratividade do seu negócio, conte com os serviços de uma empresa que é referência em consultoria e soluções. Se você trabalha em […]

Alavanque sua empresa de milhas!

Assine nosso newsletter!